sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Não me contaram



Não me contaram o quanto era preciso se calar pra sobreviver
Nem que a fome atingiria os estômagos das crianças ainda com mais tenacidade

Não me contaram que muito mais sangue histórico seria derramado
E que à custa desse sangue
Perversos dominariam o mundo

Não me contaram que as cercas ainda seriam muito maiores
E que não havia o que fazer
Pois o inimigo sabia exatamente onde atingir o ego humano

Não me contaram que era preciso zelar pelo futuro
Nem que estaríamos imersos em piadas, sorrisos flácidos, mentiras aclamadas, e novos e reorganizados espetáculos de horrores.

Não me contaram que é tempo de dúvidas atrozes
Cortando a garganta
E silenciando quem antes era grito...




quinta-feira, 9 de maio de 2019

Conto-causo de menino

Eu, indo para o treinamento da palhaçaria. Ele, correndo adiante da mãe e das irmãs...

Não mais que quatro anos de idade, e um sapato que seria um ótimo figurino de um palhaço-criança.

Ele para, olha para trás e grita:' Mãaaaaaaaaaaaaaaaaae! A professora mandou um coração na agenda pra você!"

Ela:"Que delícia!!!!"

Ele volta a correr pela calçada como se pudesse ganhar o mundo...

terça-feira, 16 de abril de 2019

Essa gente

Eu gosto de gente de verdade
Gente que tem coragem de raspar a cabeça
Gente que mora debaixo do viaduto
eu gosto de gente que tropeça no próprio erro
volta
comete o mesmo erro
renova
não chora por pouco
gosto de gente que sangra
que usa drogas!!!!
gente verborrágica
eu não tô nem aí pra gente que sabe qual o melhor vinho para se beber em determinada ocasião
mas eu gosto de gente que toma vinho doce e barato
eu gosto de gente que tem coragem de abrir a porta de casa de manhã para uma visita, descalça, com a roupa que dormiu e SEM escovar dente!
Gosto de gente que nem liga se a água que vai pra garrafa da geladeira é da torneira!
Eu gosto de gente que ocupa terra e prédio
e gente que transa sem se preocupar com depilação!

Eu gosto de gente que grita na rua um conhecido
e que fala alto nos butecos da cidade
Gosto de gente que olha com olho esbugalhado
que tudo é novidade
gente que sorri pra criança no ônibus que vai ao lado do dela
gente que abraça quem nunca viu

Eu gosto de gente que não precisa de armas para se defender
gente que debate ideias, e que sofre quando não é entendida

Eu gosto de gente, gente de verdade
gente política!
que não joga fora a vida com mesquinharia
gente que não se acha tão importante
mas gosto de gente que dá importância!!












quarta-feira, 10 de abril de 2019

Um olhar

Eu ia para o trabalho caminhando, coisa que faço quase todos os dias nos últimos três meses. Ela, cabeça baixa, sentada em um espaço onde há uma espécie de academia ao ar livre. A cidade oferta academia em público, saúde(assistência) já quase não...
Bom, eu passei por ela, olhei para trás, ela de cabeça baixa, um boné caído no chão. Ela parecia trêmula; e em sua mão, bem fechada, uma nota de dois reais. Eu não sabia o que ela sentia, estava de short e camiseta. Entretanto, o modo como estava encolhida aparentava frio. Voltei e toquei seu ombro, ao mesmo tempo em que, peguei o boné no chão. Olhei pra ela e ela permanecia com os olhos baixos, creio que meio adormecida. Disse-lhe:" Oi.Olhe seu boné." Ela levantou os olhos, olhos muito grandes! Os maiores olhos que eu vi em minha vida! Disse-lhe:" Tome essa água"(deixando a minha garrafa de água ao seu lado). Ela olhou para a garrafa, não disse nada, sorriu. Um sorriso com poucos dentes, mas um sorriso agradecido.

Saí caminhando marcada por aquele olhar, um olhar de rua, um olhar de manhã de dia de semana, um olhar de cidade sitiada, um olhar que diz muito, mesmo sem dizer nada...

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

A "perda" dos meninos

Ontem foi o Pedro,
anteontem o Kadu
alguns dias atrás os meninos da concentração do Urubu

Cada dia uma mãe que chora
Cada lágrima que não sabe a hora
o que nós sabemos é que essa realidade vem
em nu e cru

O corpo negro estendido
ou o corpo que dança ferido
a revolta do povo
não tem norte
tem sul!

O medo branco estendido ao genocídio
é insuficiente
para tornar inerte a febre
por samba
alegria
é preciso reverberar o que se pode
com rap
funk
tambores
soul
e blues










segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Aos inimigos, a nossa alegria




Aos que estão do outro lado da trincheira
Nem um minuto da nossa melancolia
Só fogos de artifícios e alegria

A quem emana descaso
Quem ganha por patifaria
Só a nossa afronta
Nossa vontade
Nossa sabedoria

A quem nos mata
Nos prende
Nos explora, por trabalho
Por corpo
Por abusar do nosso ser, filosofia
Entreguemos nosso ódio em forma de força
De SINFONIA!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

A arte não serve pra nada



Arte serve pra repetir
Quase neuroticamente
É pra cansar
Pra doer
Repetir, repetir
Repetir
Até virar verdade

A arte não serve pra dar alegria
Nem pra desejar mudança
É pra dar um soco
Quebrar a cara
Vomitar
Cuspir

Arte é sujeira jogada em cima da hipocrisia dos falantes
Seres que falam
Pensam que pensam

Arte é pra adoecer
Encher de dúvida
Ser dos pobres
Embora seja ricamente apropriada

Arte não é pra perdoar pecados
Não tem receita
Simplesmente sai
De dentro das vísceras
Causa nojo
Espasmo
Arritmia!

E desfaz a prepotência 
De quem se acha 
Artista